quarta-feira, abril 26, 2017

Saiba quais categorias paralisam as atividades nesta sexta-feira na Paraíba.

A sexta-feira (28) deverá ser marcada por manifestações e paralisações de atividades em todo o país, como parte do dia da 'Greve Geral'. As mobilizações ocorrem em protesto contra as reformas Trabalhista e da Previdência, além da Lei da Terceirização. Na Paraíba, diversos sindicatos já confirmaram a adesão ao movimento, o que deve comprometer alguns serviços. Em João Pessoa, um ato público será realizado no Ponto de Cem Réis, a partir das 14h, e deverá contar com a participação de diversos sindicatos e membros de movimentos sociais. 

Confira o posicionamento de algumas categorias: 

- Motoristas de ônibus - Após realizarem assembleia, decidiram aderir ao movimento. Com isso, os ônibus não devem funcionar na sexta. 

- Bancários - Em assembleia realizada na última semana, ficou acertada a adesão à paralisação. Os bancos estarão fechados na sexta. 

- Trabalhadores em empresas ferroviárias - Aderiram ao movimento e, por isso, os trens não vão funcionar durante a sexta. 

- Aeroviários - A indicação é paralisar todos os serviços a partir da meia noite de quinta para sexta, afetando o funcionamento dos aeroportos de João Pessoa e Campina Grande. 

- Servidores da Polícia Civil - Decidiram aderir à greve de sexta-feira. 

- Correios e Telégrafos - Entram em greve a partir da meia-noite desta quinta. Agências não funcionarão e entregas serão afetadas. - 

Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social - Decidiram pela adesão. Os serviços do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), do Ministério da Saúde e da DRT não funcionam na sexta. 

 - Profissionais de ensino particular - Vão aderir à paralisação. Assim, a orientação é que não aconteçam, durante a sexta, aulas em colégios particulares, faculdades e academias de ginástica. 

 - Profissionais do ensino municipal de João Pessoa - O setor vai paralisar na sexta-feira. 

- Profissionais do ensino estadual - Também participam da 'Greve Geral'. 

- Docentes de universidades públicas - A orientação do sindicato é que paralisem as atividades durante a sexta-feira. Sendo assim, a UFPB, UFCG e UEPB não devem ter aulas. 

- Trabalhadores do Poder Judiciário Federal - As atividades na Justiça Federal da Paraíba, no Tribunal Regional Eleitoral e no Tribunal Regional do Trabalho devem ser paralisadas. Os portões dos órgãos serão fechados a partir das 7h para impedir o ingresso de qualquer pessoa nos órgãos. 

- Servidores do Poder Judiciário - As atividades serão paralisadas durante três horas do expediente, começando a partir das 10h da sexta. Acontecem atos em frente ao Fórum Cível de João Pessoa e em frente ao Fórum de Campina Grande.