sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Maranhão discorda de Veneziano e descarta punição a “infiéis”

O senador eleito e presidente estadual do PMDB, José Maranhão, revelou, na manhã desta sexta-feira (31), durante entrevista ao programa Tambaú Debate, da Nova Tambaú FM, que não é favorável a punição dos dissidentes do PMDB, como defende x-prefeito de Campina Grande e deputado federal eleito Veneziano Vital do Rego (PMDB).

Nos últimos dias, Veneziano vem cobrando publicamente uma postura dura do partido contra os supostos traidores, que não seguiram a orientação da legenda nas últimas eleições.

Maranhão ressaltou que na reunião da executiva Nacional, o vice-presidente da República, Michel Temmer, se posicionou contra qualquer tipo de punição aos peemedebistas que não seguiram a orientação do partido em Minas Gerais e Rio de Janeiro.

“Penso da mesma forma e não defendo punição”, afirmou.

Maranhão também afirmou que “respeita o posicionamento do de Veneziano, mas lembrou que o deputado eleito se beneficiou do voto dos infiéis. “Ele mesmo foi votado em muitos municípios onde seu irmão [Vital do Rego] não foi apoiado", alfinetou.

Folha: RC recorre a Dilma para pagar dívidas de campanha

Amargando dívidas milionárias referentes à disputa eleitoral deste ano, candidatos a governador aliados ao governo federal pedem agora socorro ao comando da campanha de Dilma Rousseff à reeleição.

Os apelos são suprapartidários: vão do PT ao PSB de Marina Silva, como é o caso do governador reeleito da Paraíba, Ricardo Coutinho.”Devo e não nego. Pagarei quando puder”, afirma o governador.

O comitê de campanha de Coutinho recorreu à equipe da presidente no segundo turno. Os petistas recomendaram a um doador que colaborasse com R$ 2 milhões para a campanha do pessebista.
Os pedidos mais insistentes partem dos próprios petistas, sobretudo os derrotados. Terceiro na corrida para o governo de São Paulo, Alexandre Padilha encerrou a disputa com um buraco de cerca de R$ 30 milhões.

Nos dois primeiros meses de campanha, a candidatura angariou R$ 4,2 milhões, menos de 1/3 do que arrecadou o governador Geraldo Alckmin (PSDB) no mesmo período.
Além de Padilha, o senador Lindbergh Farias também pede ao PT ajuda para liquidar suas dívidas de campanha ao governo do Rio. Segundo ele, o rombo pode superar R$ 6 milhões. “É muito ruim perder. Os doadores acabam fugindo”, lamenta Lindbergh.
As prestações de contas finais dos candidatos que não foram ao segundo turno deverão ser entregues à Justiça Eleitoral até terça-feira (4).
O prazo para os que disputaram o segundo turno é maior: 25 de novembro. As dívidas pendentes devem ser assumidas pelos partidos.
A penúria não é exclusividade dos derrotados. A campanha de José Ivo Sartori (PMDB) teve como intermediário o ex-ministro Eliseu Padilha, que pediu ajuda para o recém-eleito governador do Rio Grande do Sul.
A dívida do comitê de Sartori é de cerca de R$ 5 milhões, segundo a Folha apurou. “Pedi dinheiro ao comitê de Dilma até a véspera da eleição”, conta Eliseu, que representava o PMDB na coordenação de campanha da presidente Dilma.
Embora derrotado, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), não deve registrar dívidas significativas. “Devem ser de cerca de R$ 300 mil”, calcula Carlos Pestana, coordenador da campanha de Tarso.

RIO
Reeleito para o governo do Rio, o peemedebista Luiz Fernando Pezão contou com o ministro Moreira Franco (Aviação Civil) como porta-voz junto ao comitê de Dilma. Ele solicitou recursos para bancar atividades conjuntas organizadas pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB). “Pedi dinheiro, mas não sei quanto recebemos”, diz Paes.
Também no Rio, a deputada estadual eleita Clarissa Garotinho (PR) buscou ajuda da campanha de Dilma para o pai, deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ). Derrotado na disputa ao governo, ele admite ter dívida milionária, mas não a revela. “Ela [Clarissa] fez por conta própria. A situação está difícil. Não quero mais conversa com essa gente”, queixa-se.
Procurado, o tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva, afirma que seu foco agora é saldar dívidas do comitê da presidente. Ele não quis comentar a situação financeira das candidaturas aliadas. O comando da campanha da presidente não acredita que ela deva fechar o balanço eleitoral com dívidas.
Apesar disso, o PT ampliou neste mês em R$ 40 milhões o limite de gastos do comitê para cobrir despesas compartilhadas com os estados. O teto passou de R$ 298 milhões para R$ 338 milhões.
Folha de São Paulo

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

FPM de Itabaiana e região - terceiro repasse de outubro

O repasse será feito nesta sexta-feira, dia 30. ITABAIANA: prefeitura R$ 174 mil reais, fundeb R$ 54 mil reais, saúde R$ 40 mil reais. 

SALGADO: prefeitura R$ 99 mil reais, fundeb R$ 31 mil reais, saúde R$ 23 mil reais. 

MOGEIRO: prefeitura R$ 99 mil reais, fundeb R$ 31 mil reais, saúde R$ 23 mil reais. 

SÃO JOSE DOS RAMOS: prefeitura R$ 92 mil reais, fundeb R$ 23 mil reais. 

JURIPIRANGA: prefeitura R$ 99 mil reais, fundeb R$ 31 mil reais, saúde R$ 23 mil reais... 

O terceiro decêndio de outubro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será de R$ 1.078.276.314,57. Este valor tem descontado o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O montante bruto, sem a retenção do Fundeb, é de R$ 1.347.845.393,21. O repasse será feito nesta sexta-feira, dia 30. De acordo com cálculos da Confederação Nacional de Municípios (CNM), este decêndio é 1,32% menor do que o previsto pela Receita Federal no início do mês. Em comparação com o mesmo repasse do ano passado, houve queda de 21% em termos nominais, sem considerar a inflação. No acumulado do mês de outubro, o FPM somou R$ 4.992 bilhões. A soma do mesmo período do ano passado foi de R$ 4.948 bilhões. Portanto, o aumento foi de 0,9% em termos reais – considera a inflação. O acumulado de todo o ano, até este último repasse, é de R$ 63.229 bilhões contra os R$ 61.045 bilhões de 2013. O crescimento é de apenas 3,6%, aponta a CNM. 

Previsão para novembro 
A Receita Federal estima que em novembro, o Fundo de Participação cresça 55% em relação a outubro. A CNM ressalta que este valor é apenas uma projeção e pode ser alterada.





Multas de trânsito ficarão 900% mais caras a partir deste sábado

Algumas infrações de trânsito ficarão mais caras a partir deste sábado. O valor da multa para o motorista que estiver disputando corrida, executando manobra perigosa, ultrapassando pela direita ou pela contramão irá aumentar em até 900%, de acordo com a lei federal número 12.971, publicada em 9 de maio deste ano, que altera onze artigos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
 
Ultrapassar pelo acostamento, por exemplo, deixará de custar R$ 191,54 para o infrator, e passará a custar R$ 957,70. Já quem disputar corrida, ao invés de pagar R$ 574,62, três vezes o valor da multa gravíssima que é de R$ 191,54, passará a arcar com multa de R$ 1.915,54.
 
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre 1 de janeiro e 30 de setembro deste ano, 3628 motoristas foram autuados pelo órgão, por algum tipo de ultrapassagem irregular, nas rodovias federais que cortam a Paraíba.
 
Em Campina Grande, a Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STTP), percebeu uma redução no número de infrações de ultrapassagem pela contramão e pelo lado direita da via entre 2013 e 2014. Nestes dois casos, no primeiro semestre de 2013 foram anotadas 37 ultrapassagens pela contramão, enquanto que no mesmo período desse ano foram registradas 30. Já em relação à ultrapassagem pela direita, foram notificados 31 condutores nos seis primeiros meses e 2013, enquanto que esse ano nenhum motorista foi flagrado.
 
O que diz a lei 12.971/14
 
A pena máxima por participar de racha e por ultrapassagem pelo acostamento é de 3 anos de detenção. Se as práticas resultarem em lesão corporal grave, o condutor poderá permanecer preso de 3 a 6 anos. Se houver morte, a punição varia de 5 a 10 anos. Atualmente a lei acrescenta ao CTB que quem provocar acidente por estar bêbado ou sob efeito de drogas pode pegar a pena de dois a quatro anos de detenção.
 
Artigos que sofreram modificação
 
Art. 173: Disputar corrida
Valor atual R$ 574,62
Novo valor R$ 1.915,40
Art. 174: Promover competições
Valor atual R$ 957,70
Novo valor R$ 1.915,40
Art. 175: Manobras arriscadas
Valor atual R$ 161,54
Novo valor R$ 1.915,54
Art. 191: Ultrapassagem pela direita
Valor atual R$ 191,54
Novo valor R$ 1.915,54
Art. 202: Ultrapassagem pelo acostamento
Valor atual R$ 191,54
Novo valor R$ 957,70
Art. 203: Ultrapassagem pela contramão
Valor atual R$ 191,54
Novo valor R$ 957,70
 
*Fonte: Código Brasileiro de Trânsito (CTB)

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Novo reitor do IFPB visita ITABAIANA






O novo Reitor do IFPB (Instituto Federal da Paraíba) Cícero Nicásio, o diretor do campus que irá se instalar em Itabaiana (PB) o também professor Francisco Emanoel Ferreira, e o assessor para implantação dos novos campus na Paraíba engenheiro Roberto de Castro, estiveram ontem (28/10) na cidade para informar ao prefeito Antônio Carlos, que uma equipe do MEC já esteve em Itabaiana para fazer uma inspeção técnica no SOMOPINHA, local onde ira funcionar os Cursos do Pronatec, e que o Instituto aguarda agora somente a autorização do Ministério da Educação para se instalar em definitivo na cidade, coisa que acontecerá até o dia 15 de novembro de 2014. 

Cícero Nicásio disse “estou muito feliz com o empenho, a determinação e a sensibilidade de homem público do prefeito, em não medir esforços para a instalação desse campus aqui, isso representa um divisor de águas no município, porque essa parceria será benéfica não somente para a cidade, mais também para toda a região do Vale do Paraíba”, e completou “esse marco será um instrumento de vida nova para os jovens que por ali passarem nos mais diversos cursos que iremos ofertar”. Já o diretor do campus professor Emanoel destacou “o nosso campus ira abranger cerca de 180 mil habitantes em 12 cidades da região, e terá o início da sua construção com a instalação do canteiro da obra no final de novembro de 2014, com previsão do termino em três anos, mais nós já vamos nos instalarmos no Somopinha, oferecendo 140 vagas nos cursos do PRONATEC, MULHERES MIL, SERTIFIQUE e o PROEJA na área técnica, que são cursos de politicas inclusivas, já no CAIC através de um processo seletivo especial teremos o período 2015.2 com os cursos regulares de Informática, Eletromecânica, Automação Industrial (pioneiro), e o curso superior de Mecatrônica (pioneiro), com duração de 03 anos” concluiu o professor Emanoel. 

O prefeito Antônio Carlos falou “a chegada do IFPB em Itabaiana representa hoje, o que representou a chegada do primeiro trem em 1901, a feira de gado em 1864, e a água em 1912, porque essas ações alavancaram o progresso, e com o IFPB não vai ser diferente, pois vai não somente alavancar o progresso mais também o desenvolvimento de Itabaiana e de toda a região do Vale do Paraíba, e é por isso que estamos fazendo a reforma e adequação primeira do Somopinha, e depois do CAIC para que fiquem com os padrões do Instituto, faremos também a complementação do calçamento do bairro do Jucuri até o CAIC, e abriremos uma estrada do CAIC até a PB 054 que liga Itabaiana a Juripiranga. Informamos ainda à população que as inscrições para os cursos do PRONATEC serão feitas através da Secretaria do Desenvolvimento Humano e Social da Prefeitura de Itabaiana” concluiu o prefeito. Texto e Fotos Carlão Mélo (ASCOM)

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Resultado da eleição em Itabaiana e Região

ITABAIANA: Ricardo 8.046 votos - Cássio 6.035 votos...

SALGADO: Ricardo 3.779 votos - Cássio 3.088 votos...

JURIPIRANGA: Ricardo 4.244 votos - Cássio 2.528 votos...

SÃO J. DOS RAMOS: Ricardo 1.752 votos - Cássio 1.732 votos...

PILAR: Ricardo 3.444 votos - Cássio 3.223...

 SÃO MIGUEL DE TAIPU: Cássio 2.173 - Ricardo 1.930  votos...

MOGEIRO: Cássio 5.209 votos - Ricardo 2.179 votos...

INGÁ: Cássio 6.839 votos - Ricardo 2.998 votos...

ESTADO: Ricardo 1.125.956 - Cássio 1.014.393 (banco 43.095 - nulos 141.228)

Empresário entrega Hylux perdida em aposta

O empresário e presidente do PSDB de Alagoa Nova, João Batista Alves de Lira (conhecido como João da Ideal), revelou, nesta terça-feira (28), que já entregou a camionete Toyota Hilux, que perdeu para Alex Aurélio Dias dos Santos, devido a uma aposta no segundo turno das eleições estaduais.

Defensor da candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) a governador, João da Ideal perdeu seu veículo, mas disse que estava de cabeça erguida, pois perdeu apenas um carro.

“Estou de cabeça erguida, perdemos uma camioneta, não foi a vida. Pedi a aposta, mas mantenho minha credibilidade, minha decência”, afirmou.