segunda-feira, outubro 22, 2018

Municípios recebem recursos financeiros nesta terça-feira, 23.


Municípios recebem recursos financeiros nesta terça-feira, 23 de outubro... Entre eles: ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços), FUNDEB.(Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), e FUS (Fundo Saúde) ... Valores pesquisado pelo blog Itabaiana hoje, junto ao sistema de informações do Banco do Brasil. Valores creditados: (incluindo: ICMS, FUNDEB, e FUS). 

Juripiranga: R$ 268.966,30
Mogeiro: R$ 348.590,65
Pilar: R$ 248.805,00
Salgado: R$ 298.884,20
Itatuba: R$ 280.249,36
São José dos Ramos: R$ 165.330,54
São Miguel de Taipu: R$ 185.580,21
Ingá: R$ 382.916,86
Itabaiana: R$ 352.787,32
Pedras de Fogo: R$ 1.047.669,66
-


Informe: Prefeitura de Itabaiana

Mais uma demanda do Orçamento Democrático Municipal que é atendida. Em Itabaiana agora é assim: A população pede, a prefeitura escuta e o trabalho acontece! VER VÍDEO


*****





Mais uma conquista em parceria com o Governo do Estado, em andamento! Iniciamos a obra de implantação do Batalhão do Corpo de Bombeiro Militar na nossa cidade. A unidade que irá se instalar no bairro do Jucuri, beneficiará diretamente 13 municípios, trazendo os serviços: defesa civil, prevenção e combate a incêndios, buscas, salvamentos, socorros públicos e benefícios sociais. O investimento ultrapassa os 750 mil reais.

domingo, outubro 21, 2018

Prefeituras não podem pagar novo piso dos agentes de saúde, diz CNM.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) fez um alerta sobre o risco do enfraquecimento da Estratégia Saúde da Família após o Congresso Nacional retornar com o reajuste do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, que havia sido vetado pelo presidente Michel Temer. De acordo com a entidade, os municípios não têm recursos para bancar o aumento.

 Na quarta-feira (17), o Congresso Nacional derrubou o veto ao reajuste, previsto no projeto de conversão oriundo da Medida Provisória (MP) 827/2018, aprovado em julho. No veto, o presidente Michel Temer justificou que o reajuste criava despesas obrigatórias sem estimativa de impacto orçamentário.

 O piso atual de R$ 1.014 passará a ser de R$ 1.250 em 2019 (reajuste de 23,27%); de R$ 1.400 em 2020 (+12%); e de R$ 1.550 em 2021 (+10,71%). O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação, de junho 2014, data do último reajuste, até setembro de 2018, é de 25,46%. A partir de 2022, o reajuste será anual.

Sem recursos O presidente da CNM, Glademir Aroldi, reconhece a importância do trabalho dos agentes de saúde e de endemias, mas disse que os municípios não têm recursos para arcar com o reajuste concedido. Segundo ele, o impacto financeiro será de R$ 9 bilhões para União e municípios, em reajuste e encargos.

 “A grande maioria dos municípios está com limite de pessoal estourado, vários já atingiram 80% do orçamento com investimento em pessoal. Os gestores vão acabar diminuindo o número de pessoas na equipe [de Saúde da Família] e têm municípios que podem acabar com o programa”, argumentou. “Corre o risco de isso acontecer, sim”.

 Federalização Com a dificuldade de financiamento do programa, Aroldi propõe a federalização total do Saúde da Família, deixando a gestão local apenas como a executora das ações. “A União, ao longo dos anos, se afastou dos serviços prestados à população e, através desses programas, transferiu a responsabilidade para os municípios. Ela subfinancia esses programas e, ao longo dos últimos dez anos, acabou diminuindo o percentual de investimento em pessoal e nós, nos municípios, aumentamos consideravelmente. Isso tem machucado muito a gestão municipal”, afirmou.

O governo federal cobre 95% do pagamento do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de endemias, até um número máximo de agentes definido para cada município. Segundo Aroldi, hoje o país conta com 43 mil equipes de Saúde da Família com 244 mil agentes de saúde. “Também estamos preocupados com a desassistência que a população vai ter se tivermos que diminuir o número de agentes”, disse.

 Previsão de impacto De acordo com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, se o número de agentes de saúde continuar o mesmo, o impacto fiscal do novo piso salarial será da ordem de R$ 1 bilhão em 2019, R$ 1,6 bilhão em 2020, e R$ 2,2 bilhões em 2021. A pasta não esclareceu, entretanto, como esse valor será encaixado no orçamento do próximo ano.

Em mensagem nas redes sociais, a presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (Conacs), Ilda Angélica dos Santos Correia, disse que a derrubada do veto traz dignidade para a categoria, ao garantir o reajuste do piso salarial dos agentes. “Aos prefeitos que vieram aqui dizer ‘sim’ ao veto e ‘não’ ao reajuste, quero pedir que venham para o nosso lado para que possamos dar condições dignas de saúde para o nosso povo”, disse.

A Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Saúde e aguarda o retorno da assessoria.-

Revisão do programa A Estratégia Saúde da Família é o modelo prioritário de atendimento na atenção básica de saúde do Sistema Único de Saúde e é composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e agente comunitário de saúde. Entretanto, no ano passado, o Ministério da Saúde editou uma portaria de revisão da Política Nacional de Atenção Básica, possibilitando que o governo federal financie outras equipes de atenção básica, de acordo com características e necessidades locais, desde que tenham, ao menos, médico, enfermeiro e técnico de enfermagem.

Mesmo sem a obrigatoriedade de essas equipes terem agentes comunitários de saúde, para não haver prejuízo à população que mais precisa, as áreas de risco e vulnerabilidade não sofreram com a mudança da política. Nesses locais, o número de agentes comunitários deve ser suficiente para cobrir 100% da população, sendo um agente para cada 750 pessoas, considerando critérios epidemiológicos e socioeconômicos. Os agentes comunitários de endemia também podem compor as equipes com os de saúde, integrando as ações de vigilância em saúde com atenção básica.

sábado, outubro 20, 2018

Pesquisa por segmentos: sexo, idade, escolaridade, renda, região e religião.







Pesquisa Datafolha de 18 de outubro para presidente por sexo, idade, escolaridade, renda, região e religião 

RELIGIÃO: Bolsonaro lidera em todas as religiões (só perde entre os eleitores ateus e de religião afro-brasileira)... ESCOLARIDADE: Bolsonaro lidera em todos os níveis (perde apenas entre os com ensino fundamental) ... SEXO: Bolsonaro lidera entre eleitores masculino e feminino... RENDA: Bolsonaro ganha em todos as faixas de rendas (perde apenas por 5% dos votos entre os mais pobres) ... REGIÃO: Bolsonaro ganha nas regiões Sul, Sudeste, Norte, e Centro-Oeste (só perde no nordeste) 

RELIGIÃO: Haddad lidera entre os ateus e religião afro-brasileira... ESCOLARIDADE: Haddad lidera entre os eleitores com ensino fundamental... SEXO: Haddad perde para homens e mulheres... RENDA: Haddad tem apenas 5% de votos a mais entre os pobres... REGIÃO: Haddad só ganha no nordeste.

dados completo da pesquisa CLICK aqui

sexta-feira, outubro 19, 2018


CLICK paraibahoje.com

Ex-governadores da Paraíba perdem direito a aposentadoria, decide STF. --- Eleição para prefeito de Cabedelo será realizada dia 09 de dezembro. --- Mais de 143 mil crianças paraibanas não estão em creches. --- Promotores constatam fragilidade na segurança e estrutura do PB-1. --- ‘Engravidou com coisa no banheiro’, diz suspeito de estuprar enteada na PB. --- Cerca de 300 servidores são exonerados por acúmulo irregular de cargos na prefeitura de Campina Grande.

CLICK paraibahoje.com

Aniversário do prefeito de 'Salgado' Adjailson Andrade.

Hoje, é um dia especial para os salgadenses que registram e parabenizam por mais um ano de existência do gestor Adjailson Andrade Feliz Aniversário, que o tempo seja sempre o seu melhor parceiro, trazendo serenidade, equilíbrio e sabedoria. Que as conquistas do passado lhe tragam à lembrança, não só alegrias, mas também a força e o entusiasmo para superar eventuais obstáculos e implementar os mais importantes projetos para o futuro. Continue mudando a forma de fazer política em Salgado, administrando com transparência, cuidando dos bens e das causas públicas e respeitando a todos sempre pautado na humildade e na força de vontade de sempre fazer o bem. Que Deus ilumine seus caminhos para que prossiga na trilha do bem, trabalhando cada vez mais em prol da sua terra e da sua gente. Muita saúde, amor, paz, fé e esperança. São os sinceros votos de um povo que continua acreditando em sua Gestão de Qualidade para um Salgado de São Félix melhor para todos. SUA HISTÓRIA É DIGNA DESSA HOMENAGEM. Assessoria de Comunicação.

quinta-feira, outubro 18, 2018

Prefeituras recebem o 2º FPM de outubro: veja valores.


O 2º decêndio de outubro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será creditado nesta sexta-feira (19). Veja os valores pesquisado pelo blog Itabaiana hoje, junto ao sistema de informações do Banco do Brasil... Atenção! Nos valores abaixo estão incluídos os recursos destinados para PREFEITURA / SAÚDE / FUNDEB... 

JURIPIRANGA: 72 mil reais 
MOGEIRO: 65 mil reais 
PILAR: 72 mil reais
ITATUBA: 76 mil reais 
SALGADO: 72 mil reais 
São José dos Ramos: 51 mil reais 
São Miguel de Taipu: 51 mil reais 
INGÁ: 40 mil reais (prefeitura zerado) 
ITABAIANA: 127 mil reais 
PEDRAS DE FOGO: 27 mil reais (prefeitura zerado)
-