sábado, 25 de outubro de 2014

clique aqui e veja álbum com 45 fotos

















Veja álbum com 45 fotos da carreata de Cássio, realizada ontem (24), nas cidades de Mamanguape, Itapororoca, Araçagi, Guarabira, Alagoinha, Mulungu e Gurinhém, que receberam a Carreata da Mudança com uma verdadeira festa!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Veja fotos do blog - da carreta de Cássio em Mulungu e Gurinhém











A Carreata que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) promoveu nesta sexta-feira (24) em municípios do Vale do Mamanguape, terminou nas cidades de Mulungu e Gurinhém. Por onde passou a população se mostrou receptiva a caravana do senador. 

Em Gurinhém, Cássio e comitiva foram recebidos pelo presidente da câmara Acassio Bezerra. Por conta da legislação eleitoral, o senador não pode usar microfone para fazer pronunciamentos, mas mesmo assim tem agradecido o apoio do povo à sua candidatura. 

Na cidade de Itapororoca, Cássio foi recebido pelo prefeito Celso Freitas e pelos vereadores que apoiam a sua administração. A população foi receber o senador e candidato tucano na entrada da cidade. 

A partir daí, a carreata se transformou em uma grande passeata, que mais parecia um carnaval fora de época. No centro da cidade, Cássio desceu da camionete e foi saudar uma senhora que lhe acenava, de forma emocionada. “Vamos ganhar as eleições em Itapororoca, como ganhamos no primeiro turno, porque a população entende que o melhor para a nossa cidade é votar no senador Cássio para o governo do Estado”, atesta o prefeito Celso Freitas.

Ricardo tenta fechar Jornais, rádios, blogs e sites. Justiça não acata

O juiz corregedor do Tribunal Regional eleitoral da Paraíba, Tércio Chaves de Moura, negou monocraticamente pedido de liminar movido pela coligação "A Força do Trabalho", encabeçada por Ricardo Coutinho (PSB), contra jornais, rádios, blogs e sites. No pedido, o socialista buscava fechar os veículos por três dias, alegando excesso de críticas e favorecimento do candidato Cássio Cunha Lima (PSDB). Não foi o que a Justiça entendeu. 

Na decisão o juiz deixa claro que não viu qualquer indício de favorecimento de Cássio. "Num exame das matérias veiculadas nos vários blogs, nos dois programas da Rádio CNB e no Jornal da Paraíba, não evidenciam uma intenção deliberada e escancarada de favorecer o primeiro investigado".

Para o magistrado, fechar os veículos seria algo incoerente. "Não seria prudente fechar uma emissora de rádio e um jornal, além de blogs de jornalistas por três dias, quando não há, nos autos, indícios veementes de uso indevido dos meios de comunicação em favor de um dos candidatos".
Em outro trecho o juiz assevera: "Registre-se ainda que o art. 220, § 1º, da CF/88, permite, na seara eleitoral, não apenas a crítica à determinada candidatura, mas também a adoção de posição favorável a certo candidato, salvo evidentes excessos, que serão analisados na perspectiva do abuso no uso indevido dos meios de comunicação". com click pb

Leia trecho da decisão:
Em outra ação, este órgão correicional determinou a busca e apreensão de jornais cujas matérias extrapolam os limites do livre exercício do direito de manifestação e de pensamento, porque contém excessivas matérias depreciativas das imagens de um dos concorrentes.

Não é o caso dos presentes autos. Num exame das matérias veiculadas nos vários blogs, nos dois programas da Rádio CNB e no Jornal da Paraíba, não evidenciam uma intenção deliberada e escancarada de favorecer o primeiro investigado, o que não impede, por ocasião do julgamento do mérito da ação, após a produção da prova, que venha a caracterizar o uso indevido de meios de comunicação.

Não seria prudente fechar uma emissora de rádio e um jornal, além de blogs de jornalistas por três dias, quando não há, nos autos, indícios veementes de uso indevido dos meios de comunicação em favor de um dos candidatos.

Ademais, os representantes têm outra forma legal para defender seus direitos que considerem eventualmente violados pelos meios de comunicação, qual seja, o direito de resposta, menos traumático do o lacre de uma emissora de rádio ou de televisão. Nesse aspecto, cito precedente do TSE:

"Sempre que órgão de imprensa se referir de forma direta a candidatos, partidos ou coligações que disputam o pleito, com ofensa ou informação inverídica, extrapolando o direito de informar, haverá campo para atuação da Justiça Eleitoral para processar e julgar direito de resposta."
Dessarte, se por um lado, os direitos de liberdade de expressão e de imprensa não são absolutos, tem os investigantes o direito constitucional de se contrapor através do direito de resposta.
Registre-se ainda que o art. 220, § 1º, da CF/88, permite, na seara eleitoral, não apenas a crítica à determinada candidatura, mas também a adoção de posição favorável a certo candidato, salvo evidentes excessos, que serão analisados na perspectiva do abuso no uso indevido dos meios de comunicação.

Em sede de liminar, não vislumbro a fumaça do bom direito, que justifique a medida extrema pleiteada pelos investigantes no sentido de determinar a suspensão dos veículos e meios de comunicação social apontados na exordial" , principalmente  quando se trata de condutas que são veiculadas desde o mês de julho, ou seja, há quase quatro meses, e os investigantes não pleitearam qualquer direito de resposta, conforme lhes faculta a Lei. 24/10/2014 Acompanhamento processual e Push - Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba

http://www.tre-pb.jus.br/servicos-judiciais/acompanhamento-processual-e-push 7/7
Também não considero prudente acatar o pedido alternativo, no sentido de fixar multa antecipada aos jornalistas ou meios de comunicação, em nome da isonomia dos candidatos, porquanto significaria, ainda que de forma indireta, pautar uma atividade que, pela sua própria natureza deve ser livre, notadamente num estado intitulado pela "Constituição-Cidadã" de "Estado Democrático de Direito" .

ISSO POSTO, indefiro o pedido de liminar.

Cássio Cunha Lima participa de carreatas no interior

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato pela coligação ‘A Vontade do Povo’, inicia as atividades com carreata no Vale do Mamanguape. A concentração está prevista para as 9 horas na Praça João Pessoa, nas proximidades da Igreja Matriz, em Rio Tinto. De lá, seguirão para Mamanguape, Itapororoca, Araçagi, Guarabira, Cuitegi, Alagoinha, Mulungu e Gurinhém. Por volta das 18 horas, o candidato tucano participa de carreata na cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. O evento tem concentração marcada no Alto da Tobiba, na saída para a cidade de Teixeira.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Debate: Paraíba comprovou que é Cássio quem tem proposta

Em sua primeira participação do debate promovido pelas TVs Cabo Branco e Paraíba, afiliadas da Rede Globo na Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao Governo do Estado pela Coligação “A Vontade do Povo manteve a proposta propositiva e afirmou que vai tratar a pasta da Educação como prioridade e garantiu a criação de projetos como o Bolsa Trabalho.

O Bolsa Trabalho funcionará de forma inteligente: se o aluno de ensino médio da rede estadual cumprir metas de desempenho, como freqüência escolar e aproveitamento mínimo, o Governo do Estado vai depositar para ele, a cada ano, uma bolsa vinculada a uma poupança, que ele só poderá tirar quando terminar o curso. O dinheiro do benefício poderá servir para a montagem de pequenos negócios ou investimento na continuação dos estudos.

Cássio também vai devolver a autonomia financeira da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), conquista de seu governo e retirado na gestão do governador Ricardo Coutinho, que pleiteia a reeleição. O tucano ainda pretende expandir a Universidade para outras cidades, como criar novos campi em João Pessoa e em Cajazeiras.

O candidato a governador pela Coligação “A Vontade do Povo” também vai promover novos concursos para o magistério e fazer uma valorização na categoria através da revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da Educação, criado em seu primeiro governo.

Combate às drogas
Diferentemente do atual governador, que nos últimos três anos e dez meses investiu menos R$ 125 mil no combate às drogas, o senador Cássio Cunha Lima garantiu que fará grandes investimentos para tentar diminuir os males causados pelo uso de entorpecentes no Estado. Para isso, Cássio vai criar centros de tratamentos e fazer parcerias com igrejas para o combate.

- Vamos criar centros de tratamentos de dependentes químicos para homens e para mulheres e vamos também fazer parcerias com as igrejas, porque sabemos que as igrejas católicas e evangélicas têm um papel importante. No seu governo, menos de R$ 125 mil em quatro anos nesse drama social que é a epidemia de drogas no nosso Estado – disse Cássio.

Cássio é festejado em Natuba e Aroeiras

Depois de passar em Umbuzeiro e ganhar a companhia do ex-prefeito Carlito Pessoa e do prefeito Thiago Pessoa (DEM), nesta quarta-feira (22), a comitiva do senador e candidato a governador Cássio Cunha Lima (PSDB) seguiu o roteiro de mais um grande circuito de visitas da Coligação A Vontade do Povo pelo Cariri. Os dois próximos destinos do circuito: Natuba e Aroeiras
E a região mostrou nas ruas, pintadas de amarelo,  a resposta que vai dar nas urnas no próximo domingo: mudança. Isso porque, com gestos espontâneos de carinho, verdadeiras multidões festejaram Cássio faltando poucos dias para as eleições.

"Eu não poderia deixar de visitar Natuba antes de encerrar essa campanha. Vencemos no primeiro turno e consolidaremos a nossa vitória no próximo domingo", discursou o tucano, ao lado do prefeito Linsinho e do deputado estadual reeleito Arnaldo Monteiro (PSC).

Aroeiras
Já era noite quando uma grande carreata recepcionou Cássio da entrada até o centro de Aroeiras nesta quarta.

E pela animação da população, a expressiva votação recebida pelo tucano no primeiro turno, com mais de seis mil votos, deverá ser ampliada na cidade.

"Apesar de todo o tempo que teve, o atual governo virou as costas para essa cidade. O nosso primeiro compromisso com Aroeiras é garantir a solução para o abastecimento d'água com obra da adutora", prometeu.

Cássio afirmou também que vai trabalhar para viabilizar a pavimentação das ruas dos conjuntos habitacionais do município, uma vez que essa foi uma das prioridades relatadas pelo prefeito Mylton Domingues (PSDB).

Frustração na girassoca: evento não atraiu o público esperado

Tradicional evento das campanhas de Ricardo Coutinho, a Girassoca, que nasceu em 2004, bateu um record (negativo) de público na última quarta-feira (22). Sem a presença do ex-presidente Lula, o pessoense não se sentiu atraído para a Girassoca e o discurso falacioso do governador. O curioso é que o comparecimento de Lula não passou de um blefe. O petista estava em São Paulo nunca confirmou a participação no evento. Apesar de centenas de ônibus que transportaram eleitores dos bairros periféricos, o evento foi esvaziado, menor até que o comício realizado por Aécio Neves, também em Tambaú, na semana passada. Parece que o pessoense começou a acordar…