domingo, 2 de agosto de 2015

Paraíba tem 'briga' por municípios nas regiões metropolitanas.

ITABAIANA, incorporou duas cidades – Ingá e Riachão do Bacamarte – que pertenciam à região metropolitana de Campina Grande depois da sua criação, três anos depois. Mesmo ao incluir dois municípios que já pertencem a outra região metropolitana, a de Itabaiana não chega a 135 mil habitantes... 

Além das 12 regiões existentes, Estado pode ganhar mais três. São tantas que alguns municípios chegam a figurar em mais de uma região... 

Não bastassem as 12 regiões metropolitanas já em vigor na Paraíba, a Assembleia Legislativa pôs em votação a criação de mais outras três. Caso as propostas sejam aprovadas, 83,85%, do universo dos 223 municípios paraibanos, estarão integrados com o interesse de se tornar uma região metropolitana. A quantidade é tão alta para o porte do Estado que pelo menos 13 cidades estariam em duas regiões ao mesmo tempo, se não o legislador não tivesse tido o cuidado de excluí-las. 

A região metropolitana com o maior número de municípios integrados é a de Campina Grande, que também lidera a lista por ter sido a que mais sofreu perdas com a formulação de novas regiões. Conforme a Lei Complementar que a criou, em 2009, há 27 municípios em sua formação inicial. Com a criação da região metropolitana de Esperança, sete municípios que integravam a região metropolitana de Campina Grande foram excluídos para reforçar a nova que tem só nove municípios e não mais do que 140 mil habitantes, considerando os dados do IBGE. 

Já a região de Itabaiana, incorporou duas cidades – Ingá e Riachão do Bacamarte – que pertenciam à região metropolitana de Campina Grande depois da sua criação, três anos depois. Mesmo ao incluir dois municípios que já pertencem a outra região metropolitana, a de Itabaiana não chega a 135 mil habitantes. 

A densidade populacional e o perfil de metrópole, inclusive, não é muito levado em consideração pelos deputados na hora de propor a criação da região metropolitana. Tanto é assim que a menor região metropolitana, a de Araruna, concentra em torno de 67 mil habitantes. Quem também não passa de 100 mil habitantes é a região metropolitana de Barra de Santa Rosa, em vigor desde 2012, com pouco mais de 80 mil habitantes do somatório da população de oito municípios contemplados por ela. 

Outro detalhe que chama a atenção é que a região metropolitana é quase sempre polarizada pela cidade natal do autor da proposta ou pela área em que tem fortes bases eleitorais ou pretensões políticas. Foi assim quando os então deputados peemedebistas Chica Motta e André Gadelha propuseram, respectivamente, a criação das regiões metropolitanas de Patos e Sousa, no ano em que disputariam a eleição para a prefeitura dos municípios. 

 Com o intuito de fortalecer o reduto eleitoral ou dar um status de metrópole à região com a qual tem laços políticos e afetivos, o deputado Wilson Braga conseguiu aprovar a região metropolitana do Vale do Piancó, e José Aldemir emplacou a região metropolitana de Cajazeiras. A receita é amplamente usada na Assembleia. Jornal da Paraíba - domingo, 2 de agosto de 2015

Caminhada organizada por aliados do prefeito não teve apoio da população.

Aliados do prefeito de JURIPIRANGA, fizeram na noite deste domingo uma caminhada pela paz. Que contou com a presença do prefeito, e poucos populares. O prefeito aliado do Governador, ambos responsáveis pela insegurança na cidade, pedia mais segurança. Segundo comentários, a caminhada não teve o apoio da população devido o uso político dos seus organizadores. Atualmente Juripiranga conta com apenas 2 policias militar que faz a segurança na cidade. A delegacia da cidade funciona apenas de segunda a sexta, até as 18: horas. Aliando do governador, o prefeito nunca pediu reforço policial. Só fazendo isso agora, depois de uma série de assaltos ocorrido em Juripiranga nos últimos dias.

Insegurança! Governo do Estado joga a população à própria sorte.

Insegurança! Governo do Estado joga a população à própria sorte... Em JURIPIRANGA apenas 2 policias militar faz a segurança na cidade. Um policial para mais de 5 mil moradores. A delegacia da cidade funciona apenas de segunda a sexta, até as 18: horas... 

Uma cidade com mais de 10 mil habitantes e apenas dois policiais para dar conta das ocorrências. Essa é a realidade vivenciada pelos moradores de JURIPIRANGA, na região de ITABAIANA, e da maioria dos municípios do interior da Paraíba. O cenário chega a ser desolador. A população jogada à própria sorte, e os poucos policiais trabalhando em condições precárias. Para agravar a situação, as delegacias do interior vivem fechadas ou funcionam em sistema de rodízio. Em algumas, o delegado só aparece uma vez por semana. Diante disso, o interior vira alvo fácil para os bandidos, inclusive para ataques a bancos. 

Em Juripiranga apenas 2 policias militar faz a segurança na cidade. Um policial para mais de 5 mil moradores. A delegacia da cidade funciona apenas de segunda a sexta, até as 18: horas, com 2 agentes e 1 delegado que acumula a função também em Salgado de São Félix. Sábado e domingo o plantão é centralizado em Itabaiana que responde por 8 cidade: Juripiranga, Itabaiana, Salgado, São José dos Ramos, Gurinhém, Caldas Brandão, São Miguel de Taipu. E para atender todas essas cidades o plantão em Itabaiana conta com apenas 1 delegado, 2 agentes, e um escrivão. 

A maioria dos prefeitos da região tem medo da CANETA DO MAGO, e vivem submissos ao governador. Deixando a população a mercê da bandidagem. Poucos tem coragem de dizer que esse governo é incompetente na aérea da segurança pública. E exigir mais seguranças para seus municípios. 

Mais vamos deixar Mago trabalhar. Ô PARAÍBA BOA! 

Antes que esqueça: 
Esses policias são uns herói que arrisca suas vidas para prender bandidos que em pouco tempo estarão nas ruas graças a nossa justiça.

A situação tá tão feia que tem prefeito querendo ser super-homem...

No Vale: Câmara de ITABAIANA é a única que possui servidores efetivos.

Conforme reportagem do jornal Correio da Paraíba, em edição deste domingo, 02 de agosto, quase metade das câmaras municipais da Paraíba não possui servidores efetivos, mantendo os chamados “cabides de emprego”, abertura para a prática de nepotismo cruzado e não têm qualquer independência em relação ao Poder Executivo. 

Na reportagem assinada pela jornalista Josely Simão, registra-se que 47,5% das casas legislativas do Estado estão nesta situação de precariedade da mão-de-obra pública. No vale do Paraíba, ela relacionou as câmaras de Mogeiro, Salgado de São Félix, Juripiranga, Pilar e São Miguel de Taipu que, conforme dados do Tribunal de Contas do Estado, os servidores não têm vínculo funcional, exceção feita apenas à Câmara de Itabaiana, onde também constam servidores comissionados e contratados por “excepcional interesse público”, mas se constata um quadro de pessoal efetivo. 

 O professor e analista político Samir Perrone considera que o elevado número de cargos comissionados transgride o princípio do excepcional interesse público, o qual deveria nortear estas indicações para o cargo de direção e de assessoramento nos órgãos governamentais. “Com isso, muitas vezes há uma proporção maior destes cargos de confiança do que de funcionários concursados, minando o desenvolvimento de uma burocracia estável, com indicações sem critérios para o preenchimento dos cargos, sem verificar a qualificação ou a capacidade para o exercício”, afirmou, constatando ainda que a prática leva a um “mecanismo torpe para o recrutamento de apoiadores políticos em troca de cargos”. tribunadovaleonline.blogspot.com.br

sábado, 1 de agosto de 2015

Decreto torna obrigatório o emplacamento das motos de 50 cilindradas.

Um decreto da presidente Dilma Rousseff, publicado no Diário Oficial do dia 31 de julho, torna obrigatório o emplacamento das motos de 50 cilindradas, as chamadas “cinquentinhas”. A Lei 13.154 altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), mas o cumprimento da determinação ainda depende de uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Com a nova legislação, o licenciamento e registro dos ciclomotores passarão a ser responsabilidade dos departamentos de trânsito nos Estados e não mais dos municípios. 

A assessoria de Comunicação do Detran-PB explica que o decreto não obriga os fabricantes a cadastrar os ciclomotores na Base de Índice Nacional (BIN). Com isso, faz-se necessário que uma resolução seja criada para exigir tal medida. Além disso, o emplacamento só atinge os ciclomotores fabricados a partir de ontem (31), data da publicação da lei. Ainda não se sabe como o órgão vai cobrar das cinquentinhas em circulação o emplacamento, já que os ciclomotores não foram cadastrados na BIN. 

O superintendente do Detran-PB, Aristeu Chaves, solicitou informações através de ofício ao Denatran e concederá entrevista coletiva na próxima segunda-feira sobre o assunto. Além do emplacamento, a nova legislação também prevê o pagamento de taxas, como o Seguro Obrigatório por Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat).

SALGADO: Recordando São João da Escola Estadual de Dois Riachos.











Na última Sexta-feira(31) foi realizado o Recordando São João da Escola Estadual de Dois Riachos, no pátio da Igreja,foi um sucesso! A diretora Elizete Guerra Alves, muito satisfeita agradece a todos que contribuiram para este evento,especialmente ao Prefeito Adaurio Almeida e o Secretário de Educação Adjailson Andrade por ter dado todo apoio ao nosso evento. -Prefeitura Salgado S. Felix. Agradece aos vereadores que contribuiram e também a Rodrigo Di Polly,por ter vindo a Dois Riachos com sua quadrilha Ação Nordestina,da cidade de Pilar,que abrilhantou a nossa festa.Vale registrar também as apresentações culturais da equipe do Mais Educação da Escola na coordenação de Simone Soares e do Professor Abimael Candeias. Após a apresntação da Quadrilha houve o sorteio de um balaio de alimentos e depois Dali forró! Assessoria de Comunicações.

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social de Itabaiana.





No dia 29/07/2015 a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social, juntamente com o prefeito Antônio Carlos R. de Melo Júnior, em parceria com os programas sociais realizou um passeio turístico com as crianças e adolescentes atendidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculo – SCFV com destino ao Parque Arruda Câmara (BICA) em João Pessoa – PB. No qual esteve presente a Secretária do DHS Fabiana Vasconcelos em conjunto com sua equipe (Camila Martins, César, Virgulino, Ney, Max Suell, Pedro Paulo, Cláudia Oliveira, Edmar José), Maria Helena Henrique (Coordenadora do SCFV), Rafaella Gouveia (Coordenadora do CREAS), Rossana (Psicóloga do CREAS) e os Diretores de Divisão do DHS (Jefson Silva e Herbert Filho), contamos ainda com o apoio da enfermeira Neide e a técnica em enfermagem Luciana. Na oportunidade todas as crianças foram direcionadas a Orla Marítima da Capital encerrando em grande estilo nosso dia de diversão e entretenimento. fonte: face secretaria de ação social

Paraíba sitiada e deputados entregando titulo de cidadão.

Enquanto a população da Paraíba vive num clima de insegurança e violência, nunca vista no estado, os nossos deputados estaduais entrega titulo de cidadão a Capitão de Fragata. A maioria desses deputados tem medo da CANETA DO MAGO, e vivem submissos ao governador em troca de empregos e outros benéficos particulares. Deixando a população a mercê da bandidagem. Poucos tem coragem de dizer que esse governo é incompetente na aérea da segurança pública. 

 Enquanto os paraibanos são assaltados, mortos e sequestrados, a assembleia legislativa da Paraíba faz festa para entregar título de Cidadão Paraibano a Capitão de Fragata.

'A Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, na manhã desta sexta-feira (31), sessão solene com objetivo de conceder o título de Cidadão Paraibano ao Capitão de Fragata dos Portos da Paraíba'. 

Ô PARAÍBA BOA!