domingo, julho 02, 2017

X Cavalgada da Integração João Duré / de 02 a 08 de julho 2017.

DE 02 a 08 DE JULHO 2017 
DIA 02 Saída > Lagoa Salgada Almoço > Lagoa de Pedras Dormida > Brejinho 
DIA 03 Saída > Brejinho Almoço > Várzea Dormida > Nova Cruz 
DIA 04 Saída > Nova Cruz Almoço > Caiçara/PB Dormida > Serra da Raiz 
DIA 05 Saída > Serra da Raiz Almoço > Sertãozinho Dormida > Guarabira 
DIA 06 Saída > Guarabira Almoço > Gravatá Dormida > Gurinhém 
DIA 07 Saída >Gurinhém Almoço > Mogeiro Dormida > Salgado de São Félix 
DIA 08 Saída > Salgado de São Félix
Almoço >  MACAPARANA/PE ENCERRAMENTO
 
HISTÓRIA: 
A Cavalgada da Integração João Duré começou em 2007 depois que os descendentes da família Pacheco descobriram o percurso que era feito por João Duré há 60 anos. Segundo um dos organizadores do evento, José Mario Duré, seu avô seguia de Itabaiana, na Paraíba, até Macaíba, no Rio Grande do Norte, para comprar gado e depois retornava para a Paraíba guiando os animais. Aguarde fotos da cavalgada 2016...
-
HISTÓRIA DA FAMILÍA DURÉ # ITABAIANA/PARAÍBA
 -
João Rodrigues de Almeida (João Duré), filho de José Rodrigues Pereira dos Santos e Minervina Leonina de Almeida. Casado com a senhora Maria José de Almeida (Dona Maria Duré).
-
Nascido em 15-06-1906, falecido em 12-11-1980, natural do distrito de Pernambuquinho, Itabaiana, Paraíba.
-
Origem, família de lavradores e criadores, João Duré juntamente com seus irmãos José e Severino Duré, mantiveram a tradição familiar tornando-se renomados agros-pecuaristas.
-
Homem íntegro, ordeiro e respeitado, de grande credibilidade perante a sociedade, muitos o abordavam como Major ou Coronel, fazendeiro e boiadeiro, dedicou-se a vaquejada e exposições. Na sua fazenda Bom Sossêgo, organizava as vaquejadas de Itabaiana, consideradas tradicionais, onde tornou-se famoso, alastrando-se sua fama em todo Nordeste, passando a ser cada vez mais admirado e respeitado pela sociedade, com seu prestígio alcançado ao longo dos anos.
-
Conservando a tradição familiar, surgiram famosos vaqueiros, que se destacaram em vaquejadas do nordeste: Zezé, Vital, Agenor, Geraldo Duré(Cuca Duré), filhos e João Duré Neto. Sólon, Napoleão, Joaquim (Quinca Duré), Luizinho e George Duré, sobrinhos do Coronel.
-
A última vaquejada de Itabaiana realizou-se em 22 e 23/06/1968 e as respectivas realizações eram todas beneficientes. Vale salientar que a última vaquejada teve sua abertura, par número zero, com José Mário Filho e José Aurélio.
-
Por tudo que o Coronel João Duré praticou, em defesa da cidadania, da ordem e do progresso. Seu neto, Dr. José Mário Rodrigues Pacheco, memoriza e homenageia com muita ênfase e de bom grado, a conduta exemplar, o carisma, a magnitude das ações e a idoneidade ilibada do seu inesquecível avô, Coronel João Duré.
-
Autor ( Jose Paz de Melo )
João Duré e Cuca Duré
João Rodrigues de Almeida (João Duré), filho de José Rodrigues Pereira dos Santos e Minervina Leonina de Almeida. Casado com a senhora Maria José de Almeida (Dona Maria Duré).
Nascido em 15-06-1906, falecido em 12-11-1980, natural do distrito de Pernambuquinho, Itabaiana, Paraíba.
Origem, família de lavradores e criadores, João Duré juntamente com seus irmãos José e Severino Duré, mantiveram a tradição familiar tornando-se renomados agros-pecuaristas.João Duré e Amigos Potiguares - 1968
Homem íntegro, ordeiro e respeitado, de grande credibilidade perante a sociedade, muitos o abordavam como Major ou Coronel, fazendeiro e boiadeiro, dedicou-se a vaquejada e exposições. Na sua fazenda Bom Sossêgo, organizava as vaquejadas de Itabaiana, consideradas tradicionais, onde tornou-se famoso, alastrando-se sua fama em todo Nordeste, passando a ser cada vez mais admirado e respeitado pela sociedade, com seu prestígio alcançado ao longo dos anos.
João Duré e Família - 1968
Conservando a tradição familiar, surgiram famosos vaqueiros, que se destacaram em vaquejadas do nordeste: Zezé, Vital, Agenor, Geraldo Duré(Cuca Duré), filhos e João Duré Neto. Sólon, Napoleão, Joaquim (Quinca Duré), Luizinho e George Duré, sobrinhos do Coronel.
A última vaquejada de Itabaiana realizou-se em 22 e 23/06/1968 e as respectivas realizações eram todas beneficientes. Vale salientar que a última vaquejada teve sua abertura, par número zero, com José Mário Filho e José Aurélio.
João Duré e José Mario Filho (Neto) - 1968
Por tudo que o Coronel João Duré praticou, em defesa da cidadania, da ordem e do progresso. Seu neto, Dr. José Mário Rodrigues Pacheco, memoriza e homenageia com muita ênfase e de bom grado, a conduta exemplar, o carisma, a magnitude das ações e a idoneidade ilibada do seu inesquecível avô, Coronel João Duré.